Sofrência – o amor não é sofrimento

Eita, como a sofrência está na moda! Muitas pessoas costumam associar o amor ao sofrimento. Quanta loucura! Talvez eu esteja errado, afinal não sou eu o dono da verdade… mas, em meu entendimento o amor não é sofrimento. O amor é muito maior do que prega a sofrência. Amar é sinônimo de felicidade, de alegria. Então se você tem o pensamento diferente do meu, eu te convido a continuar a leitura e quem sabe mudar os paradigmas.

Somos influenciados por tudo aquilo que nos cerca. Infelizmente muitas dessas influências tendem a nos passar ideias equivocadas que passamos a adotar como verdades em nossas vidas. Uma dessas verdades inventadas é que o amor traz sofrimento. Se o amor e o sofrer são sinônimos por qual razão nós viríamos a amar? Afinal, eu desconheço algo mais absurdo do que a escolha pelo sofrimento.

Se você acredita na sofrência (ou não)… você está certo!

sofrência acreditar

Eu sou muito agradecido por algumas influências que eu tive ao longo da vida. Não sei explicar o motivo, mas eu sempre quis me diferenciar e não viver muito de acordo com as verdades já existentes. Hoje eu acredito que por essa razão eu tenha ainda mais amor pelo meu trabalho, uma vez que acredito que posso ser uma luz na vida de quem anseia por mudar as verdades que o mundo as ensinou ter.

Uma das influências muito positivas que eu tive foi ao escutar uma música do Renato Russo. Em um show ele fez o seguinte questionamento “alguém aí já sofreu por amor?” O público em êxtase grita e levanta as mãos aduzindo que sim. O Renato então diz “isso tudo aí já se apaixonou de verdade?” e continua dizendo “eu sempre faço essa pergunta porque eu não acredito nisso. Eu cheguei à conclusão que se o amor é verdadeiro, não existe sofrimento”.

Uma simples frase pode mudar a vida de alguém e essa frase mudou a minha vida. Afinal, isso se tornou uma crença inquestionável para mim “se o amor é verdadeiro, não existe sofrimento”. E em um mundo de cada vez mais relacionamentos tóxicos (clique aqui) carregar essa verdade pode nos diferenciar da multidão e nos levar a experimentar o verdadeiro sentido do amor.

O subtítulo aduz que “se você acredita… você está certo”. O que eu quero dizer com isso é que se você acredita que amar é sofrer você está certo. Mas se você acredita que no verdadeiro amor não existe sofrimento também está certo. Como assim? Verdades é tudo aquilo que experimentamos em nossas vidas. E as nossas crenças atraem o que vamos viver. Se você acreditar que amar é sofrer tende em qualquer que seja o relacionamento apenas experimentar sofrimento.

O sofrimento é sinal de que algo vai mal

sofrimento sofrência

Por mais que exista uma ideia cultural de que quanto mais sofrimento experimentos mais amamos, você tem de ter em mente que as coisas não são bem assim. É preciso realmente mudar urgentemente o seu entendimento quanto ao amor. Óbvio, caso você queira de fato vivenciar uma verdadeira experiência a dois.

Se você tende a sofrer em suas relações amorosas é sinal de que algo vai mal. Então o caminho é saber analisar a si próprio e observar se está faltando desenvolvimento pessoal em sua vida, se você está maduro (a) o suficiente para viver uma relação amorosa, etc. Ou mesmo estudar se não é uma falta no próprio relacionamento. Por exemplo, falta de confiança, honestidade, apoio, amor, carinho, etc. O importante é você ter em mente que se está sofrendo é porque existe algo de errado.

Quando existe uma relação madura e saudável é que se encontra o verdadeiro amor. Não se engane com as músicas que pregam um amor doentio, não se engane com os casais que vivem entre tapas e beijos, não se engane com tudo aquilo que insinua que amar é sofrer. Pois, verdadeiramente, amar não é nem de longe sofrer.

Lembre-se que amar pode não ter sido necessariamente uma escolha sua. Mas a sofrência sempre será algo escolhido por você. Não, não fique com raiva de mim por estar te contando isso. Afinal, eu quero o seu desenvolvimento e felicidade. Então, saiba que você experimenta aquilo que permite experimentar. Quer saber mais sobre essa ideia? Clique aqui e conheça o poder das crenças.

Amar é…

amar é

Em meu entendimento amar é estar com o outro não para alterar ou ser alterado. Amar é estar junto e não transformar o relacionamento em uma prisão, é saber que por mais que o seu amor represente uma luz em sua vida, essa luz não é sua propriedade. E, sobretudo, amar é estar junto para ser feliz e não simplesmente ter ao lado alguém por causa do hábito ou do medo da solidão.

Enfim, o verdadeiro amor é aquele que tudo crê, espera, suporta. É aquele amor bíblico… o amor paciente, bondoso, sem orgulho, que não se enfurece e nem procura os próprios interesses, que não maltrata e muito menos guarda rancor. Isso é o amor. Utopia? Depende de como você é influenciado pela vida.

Espero que esse artigo tenha feito uma diferença na sua vida. Ficarei muito feliz em ler um comentário seu a respeito da leitura. Vamos lá! Deslize essa tela para baixo e deixe seu comentário mais abaixo! Será um prazer saber a sua opinião.

Seja mais um importante contribuinte:

Para que possamos ajudar cada vez mais pessoas diariamente a superarem seus limites e terem inspiração para vencerem na vida eu necessito da sua contribuição. Se for de coração alegre clique aqui e me ajude a ajudar.

Compart. 0

Deixe um comentário: