Redes sociais e ansiedade – o que fazer?

As redes sociais aumentam o número de pessoas com ansiedade e depressão, afirma um estudo britânico. A razão é que muitos acabam comparando suas vidas com a vida das pessoas que estão seguindo. O estudo ainda afirma que jovens entre 16 e 24 anos tiveram um aumento de 70% dos casos de ansiedade.

Tal estudo foi realizado como uma maneira de prevenção. Todavia não apenas para falar os pontos negativos, mas também os positivos. Afinal, se usadas da maneira correta, as redes sociais podem ser uma excelente ferramenta para o crescimento pessoal, social e profissional.

Fato é que as mídias sociais já são mais aditivos que cigarros e álcool. De fato já estão muito presentes na vida dos jovens que chega ser impossível ignorá-las quando falamos da saúde mental.

O que fazer?

redes sociais

A primeira dica é que você não precisa se comparar com o outro. Todos nós temos um processo de crescimento pessoal e profissional diferentes. Não é porque alguém tem uma vida com mais conquistas que significa que você também não possui. Saiba dar mais valor aquilo que você alcança e menos ao que o outro tem.

Outra dica fundamental é que você não é uma foto. Ou seja, curtidas e comentários não devem te definir. E mais, existem estudos e mais estudos para como alcançar engajamento em redes sociais. Então caso você não esteja tendo o número de curtidas ou comentários que desejaria, talvez seja apenas por uma falta de estudo em como alcançar isso dentro das redes sociais. Não é questão de aparência ou algo do tipo, na maioria das vezes é apenas uma questão de horários ideais para postar ou não uma foto.

E, por fim, não tenha medo de ser ou não aceito. Não são curtidas em uma foto ou quantidades de seguidores que vão determinar quem você é. Aprenda a ser mais aceito por si próprio do que pelos outros. Valorize mais você mesmo. Existe algo raro em ti, mas essa raridade não é dita pelas redes sociais, mas exclusivamente como você determinou se perceber.

Com relação a ansiedade, recentemente escrevi um artigo abordando mais esse assunto. Caso sofra com esse limite e queira aprender como superá-lo clique aqui.

Espero que esse artigo tenha feito uma diferença na sua vida. Ficarei muito feliz em ler um comentário seu a respeito da leitura. Vamos lá! Deslize essa tela para baixo e deixe seu comentário mais abaixo! Será um prazer saber a sua opinião.

Seja mais um importante contribuinte:

Para que possamos ajudar cada vez mais pessoas diariamente a superarem seus limites e terem inspiração para vencerem na vida eu necessito da sua contribuição. Se for de coração alegre clique aqui e me ajude a ajudar.

Compart. 0

Deixe um comentário: