Raiva – como controlar e sentir-se bem

Sabe aquele momento que você é tomado pela raiva e acaba tendo uma atitude que irá se arrepender mais tarde? Muitas pessoas acabam não conseguindo se controlar em devidos momentos e acabam explodindo. Em virtude disso, normalmente, acabam ofendendo ou mesmo tratando mal seus pais, filhos, marido, mulher, etc. Viver controlado pela raiva é um tremendo limitador, e aquele que não sabe como ter controle emocional acaba sofrendo muito desse limite.

O meu intuito com esse artigo é te apresentar algumas sugestões sobre como lidar com a raiva. Espero que ao término desse estudo você tenha em mãos anotações que irá colocar em prática para ter uma vida mais tranquila. Aproveite o conteúdo!

Como usar a raiva de maneira positiva?

raiva maneira positiva

É bom ressaltar que a raiva em si não é uma coisa ruim. Ela é um importante mecanismo que nos leva a ação para reagir a eventos desagradáveis. Usada de maneira adequada a raiva nos favorece em várias situações que envolvem opiniões contrárias, uma vez que aflora um espírito guerreiro que há dentro de todos nós.

O primeiro aspecto importante para usar a raiva de maneira positiva é que não devemos negá-la. Muitas pessoas caem no erro de suprimir esse sentimento e se enganar como se tudo estivesse bem. O caminho correto é entender qual sinal a raiva que nos dar e assim direcioná-la para uma direção mais favorável. Por exemplo, se se sentiu desrespeitado por alguém, a maneira positiva de usar a raiva é ter uma conversa com tal pessoa e mostrar os pontos que sentiu uma falta de respeito.

Outro modo interessante de lidar com a raiva é fazer perguntas a si mesmo. Vamos imaginar que seja o mesmo exemplo anterior da falta de respeito. As perguntas a serem feitas são: você já cometeu erros desse tipo antes? A pessoa fez de caso pensando ou foi sem intenção? A pessoa se arrependeu do que disse? Em resumo, você precisa usar a raiva ao seu favor e não contra você.

Formas negativas de usar a raiva

raiva formas negativas

Diferentemente das situações apresentadas anteriormente, as maneiras de usar a raiva de forma negativa são as mais comuns. A primeira delas é se permitir explodir e dessa maneira ofender quem quer que seja. Aquele que perde o controle sempre perde a razão. Por isso é um perigo deixar ser controlado por esse estado de raiva.

Outra maneira bastante negativa é a de suprimir a raiva (como eu disse no tópico anterior). Muitas pessoas foram educadas a deixar com que as vontades dos outros sejam mais importantes. Desse modo, tais pessoas não possuem a habilidade de se impor quando é necessário e acaba em momentos de desrespeito, por exemplo, engolindo desaforos e não colocando seu ponto de vista em evidência.

É importante ressaltar que aquele que não controla sua raiva, seja suprimindo ou mesmo explodindo, está mais propenso a ter irritações, noites mal dormidas, falta de prazer com a vida, problemas em suas relações familiares, sociais, e principalmente no relacionamento amoroso – sobre como melhorar a relação clique aqui.

Como agir em momentos de raiva?

raiva como agir

O primeiro passo é admitir que você está com raiva. Parece uma sugestão boba, mas não é. Sempre fomos ensinados que a raiva é um sentimento negativo, então normalmente quando a sentimos tendemos a nos enganar dizendo que não há raiva alguma. A situação piora quando aparece aquela pessoa para dizer “você está com raiva de que?” Aí que o estresse aumenta mesmo. Então, lembre-se: admita que está com raiva e se pergunte qual ação você deve tomar.

O segundo passo é o controle. Muitas pessoas se deixam dominar pela raiva e assim agem de maneira impulsiva, elas destroem coisas de valor, magoam quem as ama, etc. Por isso é de extrema importância que você aprenda a controlar a explosão comum desses momentos.

O terceiro passo é identificar o motivo da raiva. Pense no que pode está te fazendo ficar zangado. Não basta que a resposta seja “estou zangado com a minha mulher”. É preciso que você saiba exatamente o que a sua mulher fez para te deixar zangado. Isso é identificar o motivo. É um passo fundamental, afinal muitos tendem a descontar sua raiva na pessoa que não tem nada a ver com o motivo.

O quarto passo é tomar uma atitude coerente. É o momento mais importante, pois aqui você irá escolher como agir e também pensar nas consequências de tais atitudes. Não há muita orientação nessa etapa, afinal é algo pessoal. Mas, lembre-se que você pode escolher agir de uma maneira que traga mais desavenças ou escolher o caminho mais correto do diálogo civilizado.

Espero que esse artigo tenha feito uma diferença na sua vida. Ficarei muito feliz em ler um comentário seu a respeito da leitura. Vamos lá! Deslize essa tela para baixo e deixe seu comentário mais abaixo! Será um prazer saber a sua opinião.

Seja mais um importante contribuinte:

Para que possamos ajudar cada vez mais pessoas diariamente a superarem seus limites e terem inspiração para vencerem na vida eu necessito da sua contribuição. Se for de coração alegre clique aqui e me ajude a ajudar.

Compart. 0

2 Comentários

  1. Gabriela

    Obrigado por esclarecer e me orientar melhor sobre algumas atitudes que devemos tomar
    Mensagem adequada pra vida !verdadeira lição!

    Responder

Deixe um comentário: