Medo de amar – como superar o que passou e seguir em frente

Sabe aquele medo de amar e sofrer tudo de novo? Muitas pessoas e especialmente mulheres têm esse pensamento e se prendem para não iniciar um novo relacionamento. Afinal elas não aprendem como conquistar de fato uma pessoa. E esse é m jeito traiçoeiro de levar a vida. Afinal se deixar paralisar pelo medo é não se permitir ser verdadeiramente feliz. Muitos que estão presos a esse temor sentem uma genuína vontade de amar novamente. Mas a ideia de “quebrar a cara mais uma vez” impede qualquer ação para namorar outra vez.

No decorrer desse artigo irei falar sobre como você pode se preparar para encontrar o seu par perfeito. Esteja aberto as ideias apresentadas, pois podem realmente modificar o seu temor e te deixar preparado para iniciar um romance.

Espero que ao término da leitura você se renove para o amor. Sinceramente, meu desejo é que você use esse artigo para acrescentar incríveis melhorias em seu estilo de vida. Aproveite esse conteúdo feito com muito carinho.

O que está por trás do medo de amar?

medo de amar

Muitas pessoas têm um tremendo medo de amar. Provavelmente você conhece aquela pessoa com atributos incríveis para desenvolver um relacionamento, mas que está sempre solteira. São vários os motivos que levam alguém a sempre rejeitar possíveis romances.

Por óbvio, o primeiro motivo que leva alguém a recusar o amor é o temor à dor. Muitos têm no amor não uma fonte de prazer, mas sim de traumas. Isso pode ser explicado devido ao passado. A maioria que sofre de amor por um relacionamento que não deu certo costuma se prender no presente e assim não se permitir amar novamente. A verdade é que há uma falsa ideia de que o passado pode se repetir em caso de uma nova oportunidade para amar. Vale lembrar que, muitas vezes, as pessoas têm muito medo de amar mesmo que não tenha vindo a sentir o amor no passado. Mas elas podem ter enfrentado situações traumáticas com relação ao relacionamento dos seus pais ou mesmo o que estes diziam sobre o amor.

Outro medo muito comum é que muitos temem não serem correspondidos. Bem provável que em alguma paquera passada essas pessoas podem ter sofrido uma rejeição. Dessa forma têm medo de serem rejeitados novamente. Assim nunca arriscam mais uma vez e se prendem em seus medos.

O medo pode ser paralisante em qualquer situação, mas se permitir ser paralisado é trágico. Se você não está disposto a viver com limites no amor saiba que está no lugar certo. Quero, de fato, te ajudar a superar seus medos. Uma excelente dica para se livrar dos traumas do passado é clicando aqui e aprendendo a lidar com o problema na raiz. Afinal, antes de se entregar ao amor é necessário mergulhar dentro de si e arrancar as decepções do passado.

Aquele bloqueio emocional

bloqueio emocional-medo de amar

Muitas pessoas têm um bloqueio emocional destruidor. Mesmo que haja muito assédio, paquera, se não houver um desbloqueio o amor sempre será negado. É muito mais comum no universo feminino esse travamento para novos romances. Muitas garotas por terem sido enganadas por rapazes no passado não têm mais a ideia de encontrar o par perfeito e ainda imaginam que todos os homens só pensam em sexo. É triste viver dessa maneira, pois não são todos os homens que se envolvem apenas para ter relações sexuais e após isso “partir para outra”.

Entendo que ter sido apenas uma fonte de sexo para aquele tão sonhado amor pode sim deixar sequelas. Mas não quero discutir se isso é certo ou errado (aceitar as sequelas e se prender). Apenas entendo que é um jeito mais triste e solitário de levar a vida. Particularmente, penso que há cura para qualquer ferida e que o amor é o melhor dos remédios. Viver se esquivando dele é não se deixar ser curada.

Não se prenda aos sentimentos tristes e broxantes do passado. Aprenda a se comunicar consigo e agradecer a Deus por uma pessoa ter saído da sua vida para dar espaço para outra mais adequada aparecer. Muitos se prendem ao “não sou o bastante, por isso fui abandonado”. Não viva dessa forma, interprete os fatos de maneira poderosa e não de uma forma que irá te trazer lamentações. Aprenda a se abrir para um novo relacionamento, pois a força motora desse mundo é o amor e com ele podemos tudo, com ele não há espaços para tristezas. Acredite!

Como agir para se livrar do medo?

medo de amar-como agir

O meu intuito com esse tópico é te levar a se livrar do medo. Muitas pessoas que temem o amor já sofreram com traições, abandonos inexplicáveis e, até mesmo agressões e desrespeito. Todavia, não importando qual tenha sido a situação é necessário superar. Chegou a hora de você realmente se livrar do medo!

O primeiro e mais importante passo para encontrar seu par perfeito é ter coragem. Sim, a coragem de viver uma relação amorosa, a coragem de não ficar entregue as dores que uma relação pode vir a causar, mas sim buscar os prazeres advindos do amor. Esse passo é seguido intimamente do segundo, pois é necessário superar o passado. Não compare quem aparece em sua frente com as pessoas que te fizeram sofrer anteriormente. Do passado você tem de trazer apenas aprendizado, jamais impossibilidades.

Outra dica crucial é que você busque o amor verdadeiro, o seu par perfeito. Você tem consciência do que gostaria de encontrar em seu amor? O que você gostaria de encontrar em termos de caráter, valores, aspectos físicos para iniciar um relacionamento? Muitas pessoas não estão prontas para o romance, pois não sabem sequer o que desejam encontrar no seu par perfeito. Em razão disso só iniciam relacionamentos com prazo de duração.

Por fim, para você que chegou até esse momento quero te indicar um incrível trabalho realizado pela Miria Kutcher especialmente com mulheres. Ela pode te ajudar mulher. Se você tem problemas em se relacionar, em acreditar nos homens, em acreditar em si própria, medo de amar, seja lá qual for a dificuldade para se relacionar e encontrar o seu amor… ela pode te ajudar! Quer contar com a ajuda da Miria e estar pronta para iniciar um romance tão esperado? Clique aqui!

Compart. 0

2 Comentários

  1. Suzana

    Seus pensamentos e dicas são lógicos e ajudam porém demandam tempo . Passados deixam marcas , algumas profundas e totalmente ilógicas entre razão e emoção. As vezes, o coração leva tempo para aceitar aquilo que a mente já sabe. E isso dói tantooooo !!!!

    Responder
    1. Douglas Teixeira

      Certamente, Suzana. Obrigado pelo seu comentário. Muitos sofrem por momentos do passado, tantos outros conseguem superar. Tudo é uma questão de crenças. Devemos aprender a não deixar o passado atrapalhar nossas escolhas presentes.

      Responder

Deixe um comentário: