Escolha sua vida – construa seu futuro incrível

Escolha sua vida! Não é de hoje que eu tenho notado que muitas pessoas estão insatisfeitas. Afinal muitos não aprenderam como viver do seu próprio jeito de ser. Seja na área que for, financeira, pessoal, física, familiar. Cada dia aumenta mais o número de indivíduos que entram para o time daqueles que não vivem plenamente como gostariam. A verdade é que vivemos em uma sociedade de status – aqui o mais importante é o ter e não o ser, infelizmente. Nessa busca louca do ter, muitos acabam aceitando interpretar papeis para realmente mostrar ao mundo o êxito exterior.

Deus já nos deu o livre arbítrio, mas você o usa verdadeiramente? Muitos acabam trilhando caminhos pelos quais estão motivados não por seus próprios desejos. Mas por vontade dos seus pais, familiares, opiniões de amigos, colegas, ou mesmo por um certo glamour midiático. Não é à toa o grande número de insatisfeitos. Quando não estamos realmente empenhados em escolher nossa própria vida, tendemos a viver decepcionados mesmo mediante algum grau de sucesso.

Eu sei e você também sabe que viver da maneira prescrita nos parágrafos anteriores não trará aquela verdadeira felicidade. Muitos se acomodam com dizeres “fui criado assim e serei sempre assim”. Mas não há maneira mais deprimente do que viver uma vida sem ser você o próprio criador. É importante que você realmente escolha sua própria vida, que você seja o criador do seu destino.

O passado é o culpado?

escolha sua vida - passado culpado

Mas outra coisa que sabemos é que muitos culpam o passado por suas vidas atuais. Por óbvio, faz sentido. Afinal, somos retrato das escolhas que fizemos anteriormente. Todavia, aceitar essa situação não quer dizer que você não possa moldar quem você será daqui cinco, dez anos. Acontece que muitas pessoas estão tão aprisionadas que realmente não escolhem sua vida, apenas continuam vivendo. Todavia, se você deseja construir seu próprio destino é necessário que aprenda a ser quem realmente deseja, logo, escolha sua vida – clique aqui!

Vamos pensar juntos. Se alguém não está disposto a viver por suas escolhas, ele estará disposto a viver verdadeiramente pelo que?  Imagino que nada. Será apenas mais um que sobrevive, mas não de fato vive. Então realmente te aconselho a planejar o seu futuro, a viver por seus gostos, não se atenha a uma vida pequena onde seu norte não são seus desejos. Benjamin Disraeli já dizia que a vida é muito curta para ser pequena.

Quando estiver planejando os próximos passos não se contente com a mediocridade. Não queira ser apenas mais um nesse mundo. Sonhe o mais alto que puder, aprenda a ser fiel a quem verdadeiramente você é – claro que respeitando seus limites. Afinal, de nada adiantaria você sonhar em ser o rei do basquete se sua altura não é compatível com os exemplos de sucesso daquele meio. Fora isso, sempre vá o mais longe que puder, realmente imagine a vida dos seus sonhos. Lembre-se que tudo aquilo que sua mente pode imaginar ela também pode realizar.

Richard Bach já dizia que “geramos nossos próprios meios. Obtemos exatamente aquilo pelo que lutamos. Somos responsáveis pela vida que nós próprios criamos. Quem terá a culpa, a quem cabe o louvor, senão a nós mesmos? Quem pode mudar nossas vidas, a qualquer tempo, senão nós mesmos?”.

Eu vivi por falta de escolhas próprias…

escolha sua vida - escolhas proprias

Por que estou te falando isso? Porque eu já vivi por essa falta de escolhas próprias. Por muito tempo procurei apenas satisfazer os desejos dos outros, mas não os meus. Obtive conquistas? Sim, claro. Todavia, não foram aquelas vitórias que me deixassem realmente em êxtase. Me lembro até hoje da época em que fui aprovado em uma Universidade Estadual no curso de Direito.

No dia do resultado – não apenas no dia, mas no mesmo instante que saiu os nomes dos aprovados, meu celular tocou. Era a minha mãe. Imagine a felicidade que ela estava ao me falar que fui aprovado? Poxa, foram semestres de muita disciplina para essa aprovação. Eu estava satisfeito? Óbvio que sim, mas não era aquele “uaau, fui aprovado, realizei meu sonho”. Foi mais para um “legal, passei”. Mas meus pais estavam felizes então eu também estava pela felicidade deles.

Mas o Direito me preparava uma grande surpresa. Eis que após dois anos e meio de curso eu estava caminhando para minha esplendorosa conquista (“o escolha sua vida”). Por mais paradoxal que possa parecer – eu, de fato, larguei os estudos universitários. Foi nesse dia que eu entendi o que é viver por minhas próprias escolhas. Nesse dia eu pude sentir por mim aquela felicidade que a minha mãe sentiu quando eu fui aprovado. Afinal, foi nesse dia que eu disse chega para uma vida pequena. Então se você quer sentir o desejo do “sim, é hora de escolher minha vida”? Clique aqui (:

Desde então vivo por minha verdadeira felicidade. É um caminho mais fácil? Depende do ponto de vista. Se você é do tipo que se preocupa demais com a opinião dos outros, viver por suas próprias escolhas pode trazer mais desafios. Mas se não, faça igual a mim, escolha sua vida.

Escolha sua vida – sinta esse prazer

escolha sua vida - sinta o prazer

O meu intuito com esse artigo foi te mostrar que o prazer da vida é viver por nossas próprias escolhas. Muitos andam descontentes por falta daquilo que verdadeiramente as fariam felizes. Desperte em você a habilidade de viver por suas próprias razões, as dicas lhe foram apresentadas. Use tudo que lhe foi falado hoje e aprenda, assim como eu, a viver uma vida plena e realizada.

Estudando mais sobre o assunto pude perceber que existe uma autoridade nesse meio para te auxiliar melhor. Entendo que se eu tivesse alguém que me desse esse norte tempos atrás, muitas das minhas escolhas teriam sido mais fáceis. Acredito fortemente no poder de seguir a rota daqueles que vivem plenamente. Essa pessoa é a Paula Abreu, tenho convicção que você tem muito a aprender com ela sobre como escolher sua vida.

Esse artigo é suficiente para você pensar no quanto suas escolhas com desejo podem mudar sua vida. Mas antes de me despedir de você quero deixar o último pensamento: “traçamos nossas vidas pelo poder de nossas escolhas. Quando nossas escolhas são feitas passivamente, quando não somos nós mesmos que traçamos nossas vidas, nos sentimos frustrados.” – Richard Bach. Espero que agora você saiba o que fazer.

Por fim, quero recomendar fortemente os ensinamentos da Paula Abreu, clique aqui e aprenda a realmente escolher sua própria vida. Espero muito que você goste e se lembre de mim quando efetuar incríveis mudanças em todas as áreas da sua vida. Um grande abraço do seu amigo Douglas Teixeira.

Compart. 0

Deixe um comentário: