Ansiedade – uma ótima maneira de lidar com a ansiedade

Sabe aquele sentimento de estar sempre preso ao futuro? Existem muitas pessoas que sofrem com a ansiedade. Um problema que vem se tornando um dos maiores desafios de nossos tempos. Mais do que apenas um sentimento, o estado ansioso opera uma resposta para o corpo físico, emitindo um pensamento de terror para uma situação percebida. O coração bate mais forte, a respiração acelera e, em algumas situações pode até causar tonteiras. Inúmeros motivos podem causar transtornos de ansiedade, nesse artigo você encontrará modos de lidar com a preocupação excessiva e como lidar com situações novas ou desconhecidas. De longe, são dois dos maiores obstáculos que causam muita agonia e apreensão para quem lida com tal adversidade.

É fato que um grande número de pessoas têm uma preocupação enorme com o futuro, não sabem distinguir entre uma preocupação sadia e outra maléfica, e não carregam em si muitos pensamentos positivos que acabam por interferir diretamente em seus estados emocionais. Se você é desse grupo de pessoa clique aqui e confira o maneira única sobre como superar a ansiedade.

Ansiedade e o estado de preocupação excessiva

prejudicando o humor e concentração

Percebo que as pessoas quando enfrentam problemas com a ansiedade têm tal estado acionado por uma preocupação excessiva. É fato que os estados ansiosos estão, por vezes, atrelados com um excesso de futuro no presente. As pessoas estão muito preocupadas com o que irá ou pode vir a acontecer, tal preocupação ligada com acontecimentos hipotéticos é um modo equivocado de sofrer por antecipação. Afinal não há nenhuma certeza de que tal circunstância realmente acontecerá.

A primeira coisa a levar em consideração para superar essa preocupação excessiva e consequentemente controlar a ansiedade é distinguir entre a preocupação benéfica e a preocupação maléfica. Por exemplo, você está com certa apreensão graças a uma entrevista para uma nova oportunidade de emprego. Uma maneira eficaz de lidar com a preocupação causada por esse acontecimento futuro é concentrar-se e tomar a atitude de ir preparado para ela. Uma maneira maléfica de encarar os fatos são os “e se” (e se não dê certo, e se contratarem outra pessoa, e se não gostarem de mim, etc.).

Outro motivo que merece atenção refere-se ao modo de observar o pensamento. As pessoas que sofrem preocupações excessivas elas tendem a unir os pensamentos com a realidade. Por exemplo, Maria tem o seguinte pensamento “se existe a possibilidade de não gostarem de mim, então isso se tornará realidade – desde que eu não tome alguma atitude para conseguir que isso não ocorra de forma alguma.” Aqui já se torna um problema, pois as pessoas estão tratando os seus pensamentos como se já fossem fatos consumados. É necessário saber distinguir o pensamento da realidade.

Esse tópico pode fazer uma diferença. Uma dica importante é que você clique aqui e aprenda de uma vez por todas a gerenciar a ansiedade.

Uma forma para lidar com “o novo” e o desconhecido

medo, insegurança

Muitas pessoas têm seus sintomas de ansiedade causados em virtude do fato de temerem situações novas ou ainda não conhecidas. Estudando sobre o assunto eu pude perceber que novas ocasiões tendem a causar um sentimento de medo, insegurança, pois traz uma crença limitante de que algo ruim poderá surgir.

Vale diferenciar que embora o medo de situações novas, aqui a pessoa tem um certo conhecimento do que irá acontecer. Ou mesmo já viveu algum momento semelhante que terá apenas algumas mudanças. Por sua vez, quando se trata de um cenário completamente diferente é que se encontra o medo do desconhecido. Qualquer um desses medos terá uma relação íntima com altos índices de estados ansiosos afetando devastadoramente os aspectos emocionais. Por isso a importância de superar a ansiedade imediatamente.

Uma excelente maneira para lidar com situações novas ou desconhecidas é pensar positivamente. Não é fácil ter pensamentos positivos em momentos de apreensão. Todavia é preciso, uma vez que os pensamentos têm uma ligação direta com os estados emocionais. Logo, é imperativo pensar positivamente sobre qualquer circunstância que irá acontecer. É importante que você mantenha o seu controle mental. Pois quando alguém está em um estado de medo, os pensamentos negativos tendem a querer falar mais alto. Norman Vincent Peale já dizia que “O pensamento positivo pode vir naturalmente para alguns, mas também pode ser aprendido e cultivado, mude seus pensamentos e você mudará seu mundo.”

Controle as emoções

Por fim, é imperativo saber lidar com as emoções. Muitos dos sintomas de ansiedade são causados pelo fato das pessoas não terem o controle sobre seus estados emocionais. Anthony Robbins aduz que “você pode considerar o processo de produzir estados emocionais, dirigindo suas comunicações internas, semelhante ao trabalho de um diretor de cinema. Para produzir os resultados precisos que quer, o diretor de um filme manipula o que você vê e ouve.”

E continua dizendo “se quer que você fique com medo, mudará o som e jogará alguns efeitos especiais na tela, no momento certo. Se quer que fique inspirado, arranjará a música, a iluminação, e tudo que for preciso para produzir esse efeito. Um diretor pode produzir uma comédia ou tragédia, a partir do mesmo evento, dependendo do que decida pôr na tela. Você pode fazer as mesmas coisas na tela de sua mente. Pode dirigir sua atividade mental, que é a base de toda a ação física, com a mesma destreza e poder; pode acender a luz e o som das mensagens positivas em seu cérebro; e pode escurecer as cenas e sons das negativas. Pode, também, dirigir seu cérebro com tanta habilidade, como Spielberg ou Scorsese dirigem suas filmagens.”

Espero que esse artigo tenha sido útil para você. E como você ficou até o término desse artigo é sinal que deseja realmente aprender a gerenciar a ansiedade. Por isso, clique aqui e aprenda imediatamente o que fazer.

Compart. 0

2 Comentários

  1. Neisielly

    Excelente artigo! Já faz algum tempo que sofro de ansiedade, e aqui, pude encontrar palavras esclarecedoras sobre o assunto. Ao ler, pude me sentir mais confiante. Parabéns pelo fabuloso trabalho de nos ajudar a superar nossos maiores medos.

    Responder

Deixe um comentário: