Amar sem sofrimento | #PergunteAoDoug | Episódio 019

Em mais um episódio da série #pergunteaodoug hoje vou responder sobre como amar verdadeiramente. Aproveite o conteúdo!

Como amar verdadeiramente?

Bom, Angélica e demais pessoas que estão me acompanhando. O que eu tenho percebido em muitos casais que estão sempre brigando, sempre experimentando sofrimento é que ambos os parceiros se diferem completamente um do outro. Estudando muito sobre o assunto eu percebi que para darmos certo com alguém a pessoa tem de parecer com nós mesmos. Caso quem está me acompanhando não concorde, eu respeito a sua opinião.

Mas, vamos pensar o seguinte. Digamos que o valor número um que o namorado quer encontrar na relação é o senso de liberdade. Agora a namorada tem como valor principal a dependência. Então ambos querem encontrar coisas diferentes no relacionamento. Ele vai querer se afastar dela para encontrar a liberdade. Ela, por sua vez, vai querer estar sempre perto para ter a dependência. Então o tempo vai passar e ambos vão estar sempre brigando por não encontrar no outro aquilo que mais deseja na relação.

Mas basta sabermos apenas o valor que o outro deseja encontrar na relação? Não, devemos saber também o significado desse valor. Por exemplo, ele tem o valor principal o respeito e ela também o respeito. Poxa, parece que agora vai dar certo, ambos procuram o mesmo na relação. Só que aí sabendo mais sobre o respeito, ele foi ensinado que respeito é dado quando um tá falando e outro abaixa a cabeça. Ela aprendeu que o respeito é dado quando um tá falando e outro encara olhando nos olhos. Poxa, o tempo vai passar e eles vão começar brigar porque um não respeita o outro.

Meu exemplo…

O que eu aprendi com meus estudos é que devemos analisar sim o que queremos encontrar na relação e nos relacionarmos com alguém que procure o mesmo. Eu, por exemplo, antes de atrair minha namorada para minha vida eu tinha uma lista de tudo aquilo que eu desejava encontrar em um futuro amor. Tudo anotado, por exemplo, o aspecto físico, o estilo de vida, em qual mercado de trabalho ela estaria inserida, quais as qualidades em termos de caráter, quais os princípios que ela seguiria, em qual região do Brasil ela moraria, etc. E eu fiquei meses e meses meditando para atrair essa garota para minha vida.

Então quando minha namorada surgiu eu lembro que no dia que eu conheci ela nós começamos a conversar umas 16h e fomos parar só na hora de dormir lá para as 00h e pela conversa já vi que ela representava tudo isso que eu procurava e assim nessas poucas horas eu já tinha pedido ela em namoro. Ela também já tinha percebido que eu representava tudo o que ela queria encontrar, mas ela disse para ter calma, que não pode ser tão rápido assim não. Nós nos conhecemos no domingo e na terça já estávamos namorando.

É tão incrível isso, a lei da atração é tão rica que eu não mexo no facebook pessoal. Mas eu lembro que estava assistindo um jogo, ou seja, nada propício para entrar no aplicativo do face, mas do nada eu entrei e lá tinha um convite de uma garota que eu prontamente aceitei e daí começamos a conversar e pronto estou aí com a minha princesa vivendo dias muito felizes mesmo com um namoro a distância, sem a presença física.

A dica…

Então a dica para amar e experimentar menos sofrimento em uma relação é que primeiro você precisa saber se de fato quer iniciar uma relação. Depois é procurar e analisar e ver com qual perfil de pessoa você daria certo. Afinal, de nada adianta você se envolver com alguém que em nada combina com seu estilo de vida. De nada adianta amar se não for para ser feliz.

Espero que esse artigo tenha feito uma diferença na sua vida. Ficarei muito feliz em ler um comentário seu a respeito da leitura. Vamos lá! Deslize essa tela para baixo e deixe seu comentário mais abaixo! Será um prazer saber a sua opinião.

Seja mais um importante contribuinte:

Para que possamos ajudar cada vez mais pessoas diariamente a superarem seus limites e terem inspiração para vencerem na vida eu necessito da sua contribuição. Se for de coração alegre clique aqui e me ajude a ajudar.

Compart. 0

Deixe um comentário: